Eclipse

Sobre a paz de um homem virá um Eclipse
De possuir e de perder o veneno que me cura
De todo mal
De todo mal

Deitar no escuro
Sonhar no passado
Viajar no futuro quente e maduro

E quando tudo acabar inicia um novo ciclo
Tenho e perco o desejo do veneno que me cura
De todo mal
De todo mal

Curtiu, então compartilhe!Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn